Título universitário argentino poderá ter validade na União Européia


Excelente notícia para quem estuda na Argentina: está prestes a ser firmado um acordo entra Argentina e Espanha reconhecendo automaticamente os diplomas obtidos na Argentina no país europeu. Com isso, o diploma também poderá ser utilizado em qualquer país da União Européia, tendo em vista o Pacto de Bolonia, vigente deste 2010.

Confira mais dessa ótima notícia clicando aqui.

Mais informações sobre a Anasem, prova nos moldes do Revalida para estudantes de medicina formados no Brasil

Mais informações sobre a Anasem; prova similar ao Revalida, para estudantes formados no Brasil; no site do Ministério de Educação:

"As avaliações do segundo e quarto anos terão caráter formativo, indicando pontos fortes e deficiências. No sexto ano de curso, a prova seguirá os moldes do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) e os estudantes deverão atingir uma nota mínima para que possam se formar.
De acordo com o reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC) e coordenador da Comissão Nacional do Revalida, Henry Campos, a prova avalia o conhecimento teórico e as habilidades clínicas. “Existe uma nota de corte, como é feito no Revalida, e para o estudante exercer a profissão deverá passar da nota de corte”, explicou Campos. “A definição da nota de corte é feita por um painel de especialistas, a cada prova que estabelece qual seria o percentual de acerto esperado para um aluno considerado médio”, concluiu."

Confira a matéria completa clicando aqui.

Médicos formados no Brasil terão de fazer prova similar ao revalida


Boa notícia para quem estuda medicina na Argentina: médicos formados no Brasil também deverão fazer uma prova similar ao Revalida ao final do curso para obter o diploma médico, a partir de 2020. Assim, estudar medicina na Argentina ou no Brasil será praticamente similar, pois ambos formados deverão realizar o exame final para obter o diploma.

Confira a notícia completa no site do jornal Estadão, clicando aqui.

MEC vai facilitar e reorganizar o sistema de revalidação de diplomas estrangeiros

Excelente notícia para quem estuda na Argentina: uma resolução aprovada em fevereiro pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), que deve ser homologada pelo MEC, fará com que as universidades brasileiras, responsáveis pelo processo de revalidação de diplomas, sejam obrigadas a fazer a análise, independentemente de haver diferenças curriculares entre o curso no país de formação do candidato e o Brasil. Deve ser criado também um sistema para que, uma vez que um diploma de um determinado curso de uma instituição seja revalidado, por algum tempo todos os diplomas iguais também sejam, sem necessidade de fazer toda a avaliação curricular novamente.

Confira a notícia completa no site do Jornal Estado de São Paulo, clicando aqui.

PL que revalida diplomas estrangeiros avança

Após três anos de tramitação no Congresso Nacional, a proposta de lei que simplifica os processos de revalidação e o reconhecimento dos diplomas de mestres, doutores e graduados, obtidos em universidades estrangeiras, apresentou avanços significativos na despedida de 2014, acolhendo sugestões da comunidade científica.

Exemplo disso é o parecer do deputado federal Zeca Dirceu (PT/PR), encaminhado  no dia 16 de dezembro à Comissão de Seguridade Social e Familiar, pedindo aprovação do Projeto de Lei nº  7841/2014, que prevê agilidade e, ao mesmo tempo, qualidade nos parâmetros de revalidação e de reconhecimento dos títulos obtidos no exterior: “Acho justo, importante e necessário que as pessoas que farão graduação e pós-graduação no exterior saiam do Brasil sabendo que existem instituições de alto conceito e alto padrão de qualidade e que estão previamente credenciadas e que os diplomas serão reconhecidos no retorno ao Brasil”, analisou, se referindo ao credenciamento prévio das universidades estrangeiras de excelência previsto do PL.

Confira a notícia completa no site da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, clicando aqui.

UBA nº 1 entre os países de língua espanhola


No ranking mundial de universidades Shangai 2014, a Universidade de Buenos Aires se classificou como a número 1 no mundo entre os países de idioma espanhol. Também, foi considerada a 2º melhor da América Latina, somente atrás da USP.

Portaria aprova resolução com lista de profissões de saúde que são reconhecidas por todos os Estados Partes no Mercosul

Boa notícia para os brasileiros que estão estudando medicina na Argentina: foi publicado dia 02/05/2014, no Diário Oficial da União, a Portaria nº 734, que aprova a Resolução nº 07/2012, do Grupo de Mercado Comum (GMC) do MERCOSUL, com lista de profissões de saúde que são reconhecidas por todos os Estados Partes no Mercosul.

A Resolução tem como objetivo identificar e harmonizar as nomenclaturas dos profissionais nos diferentes países integrantes do Mercosul, com o intuito de permitir a livre circulação desses profissionais entre os países.

Ainda depende da regulamentação dos ministérios da saúde dos países signatários para implementação; com o prazo de 8 meses para que isto seja feito.

A seguir os links da publicação no Diário Oficial da União, páginas 36 e 37.

Lei que prevê revalidação automática de diplomas está mais próxima

O projeto de lei 399/2011, mais conhecido como Arcu-sul, que propõe o reconhecimento automático de diplomas oriundos de instituições de ensino superior estrangeiras de reconhecida excelência acadêmica, foi aprovado pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) nesta quinta-feira (26/09). Agora, falta somente o acordo passar pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte, em decisão terminativa.
 
O acordo prevê o credenciamento de cursos de graduação, mestrado e doutorado do exterior, de reconhecida excelência acadêmica, garantindo assim a qualidade das universidades cadastradas. Os diplomas destas universidades serão automaticamente válidos em território nacional. O objetivo da proposta é agilizar e desburocratizar um sistema que penaliza aqueles que fazem cursos de ponta, em instituições de excelência comprovada. O senador Roberto Requião citou o exemplo de Portugal, que admite o reconhecimento automático dos diplomas de pós-graduação brasileiros emitidos por cursos com nota 6 ou 7 da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Boa notícia para os alunos da Universidad de Buenos Aires, uma das prováveis universidades a integrar a lista de excelência acadêmica.

Confira a notícia completa no Portal de notícias do Senado Federal.

Primeiros estrangeiros do Mais Médicos desembarcam no Brasil

Começaram a chegar ao país os primeiros estrangeiros do programa Mais Médicos na tarde desta sexta-feira (23/08). Um grupo de cinco profissionais vindos da Argentina chegou ao Aeroporto de Guarulhos (SP) às 14h50. Entre eles há argentinos e médicos brasileiros que atuam naquele país.

Na primeira rodada de seleção, 522 profissionais formados no exterior confirmaram sua participação no programa. Do total, 358 são estrangeiros e 162 são brasileiros com atuação em 32 países do mundo. Argentina (141), Espanha (100), Cuba (74), Portugal (45) e Venezuela (42) são os países com maior adesão ao programa.

Confira mais da reportagem no site do Bem Estar.

Médicos vindos da Argentina chegam a SP para trabalhar no programa Mais Médicos

Cinco médicos chegaram no fim da tarde desta sexta-feira (23/08) em São Paulo vindos da Argentina para trabalhar no programa do governo federal Mais Médicos. Três deles são argentinos e dois, brasileiros. Segundo o Ministério da Saúde, o grupo faz parte dos 47 profissionais que desembarcarão até domingo no estado para trabalhar em regiões carentes.

Confira mais da reportagem no site do jornal O Globo.