PL que revalida diplomas estrangeiros avança

Após três anos de tramitação no Congresso Nacional, a proposta de lei que simplifica os processos de revalidação e o reconhecimento dos diplomas de mestres, doutores e graduados, obtidos em universidades estrangeiras, apresentou avanços significativos na despedida de 2014, acolhendo sugestões da comunidade científica.

Exemplo disso é o parecer do deputado federal Zeca Dirceu (PT/PR), encaminhado  no dia 16 de dezembro à Comissão de Seguridade Social e Familiar, pedindo aprovação do Projeto de Lei nº  7841/2014, que prevê agilidade e, ao mesmo tempo, qualidade nos parâmetros de revalidação e de reconhecimento dos títulos obtidos no exterior: “Acho justo, importante e necessário que as pessoas que farão graduação e pós-graduação no exterior saiam do Brasil sabendo que existem instituições de alto conceito e alto padrão de qualidade e que estão previamente credenciadas e que os diplomas serão reconhecidos no retorno ao Brasil”, analisou, se referindo ao credenciamento prévio das universidades estrangeiras de excelência previsto do PL.

Confira a notícia completa no site da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, clicando aqui.

UBA nº 1 entre os países de língua espanhola


No ranking mundial de universidades Shangai 2014, a Universidade de Buenos Aires se classificou como a número 1 no mundo entre os países de idioma espanhol. Também, foi considerada a 2º melhor da América Latina, somente atrás da USP.

Portaria aprova resolução com lista de profissões de saúde que são reconhecidas por todos os Estados Partes no Mercosul

Boa notícia para os brasileiros que estão estudando medicina na Argentina: foi publicado dia 02/05/2014, no Diário Oficial da União, a Portaria nº 734, que aprova a Resolução nº 07/2012, do Grupo de Mercado Comum (GMC) do MERCOSUL, com lista de profissões de saúde que são reconhecidas por todos os Estados Partes no Mercosul.

A Resolução tem como objetivo identificar e harmonizar as nomenclaturas dos profissionais nos diferentes países integrantes do Mercosul, com o intuito de permitir a livre circulação desses profissionais entre os países.

Ainda depende da regulamentação dos ministérios da saúde dos países signatários para implementação; com o prazo de 8 meses para que isto seja feito.

A seguir os links da publicação no Diário Oficial da União, páginas 36 e 37.

Lei que prevê revalidação automática de diplomas está mais próxima

O projeto de lei 399/2011, mais conhecido como Arcu-sul, que propõe o reconhecimento automático de diplomas oriundos de instituições de ensino superior estrangeiras de reconhecida excelência acadêmica, foi aprovado pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) nesta quinta-feira (26/09). Agora, falta somente o acordo passar pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte, em decisão terminativa.
 
O acordo prevê o credenciamento de cursos de graduação, mestrado e doutorado do exterior, de reconhecida excelência acadêmica, garantindo assim a qualidade das universidades cadastradas. Os diplomas destas universidades serão automaticamente válidos em território nacional. O objetivo da proposta é agilizar e desburocratizar um sistema que penaliza aqueles que fazem cursos de ponta, em instituições de excelência comprovada. O senador Roberto Requião citou o exemplo de Portugal, que admite o reconhecimento automático dos diplomas de pós-graduação brasileiros emitidos por cursos com nota 6 ou 7 da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Boa notícia para os alunos da Universidad de Buenos Aires, uma das prováveis universidades a integrar a lista de excelência acadêmica.

Confira a notícia completa no Portal de notícias do Senado Federal.

Primeiros estrangeiros do Mais Médicos desembarcam no Brasil

Começaram a chegar ao país os primeiros estrangeiros do programa Mais Médicos na tarde desta sexta-feira (23/08). Um grupo de cinco profissionais vindos da Argentina chegou ao Aeroporto de Guarulhos (SP) às 14h50. Entre eles há argentinos e médicos brasileiros que atuam naquele país.

Na primeira rodada de seleção, 522 profissionais formados no exterior confirmaram sua participação no programa. Do total, 358 são estrangeiros e 162 são brasileiros com atuação em 32 países do mundo. Argentina (141), Espanha (100), Cuba (74), Portugal (45) e Venezuela (42) são os países com maior adesão ao programa.

Confira mais da reportagem no site do Bem Estar.

Médicos vindos da Argentina chegam a SP para trabalhar no programa Mais Médicos

Cinco médicos chegaram no fim da tarde desta sexta-feira (23/08) em São Paulo vindos da Argentina para trabalhar no programa do governo federal Mais Médicos. Três deles são argentinos e dois, brasileiros. Segundo o Ministério da Saúde, o grupo faz parte dos 47 profissionais que desembarcarão até domingo no estado para trabalhar em regiões carentes.

Confira mais da reportagem no site do jornal O Globo.

Brasil e Argentina assinam tratado para reconhecimento mútuo de diplomas de graduação em Medicina

O Ministério da Saúde brasileiro assinou memorando de entendimento com o governo da Argentina que prevê estimular o intercâmbio de médicos e estudantes de medicina entre os dois países. Os dois governos também prevêem reconhecimento mútuo de diplomas e autorização do exercício profissional de médicos em ambos os territórios.

A ideia é fortalecer a cooperação na formação de médicos nos níveis de graduação e pós-graduação dos dois países,  com o intercâmbio de estudantes e profissionais da saúde nos campos científico e técnico. O tratado visa principalmente suprir o número insuficiente de médicos no território brasileiro.

 Confira a notícia completa no site de Comunicação Social da Presidência Argentina.

Médicos brasileiros formados na Argentina têm o maior índice de aprovação no Revalida


Com a divulgação dos aprovados brasileiros no Revalida por país de formação, pode-se perceber a qualidade do ensino argentino: em 2012, enquanto a média de aprovação geral no Revalida foi de 7,5%, os egressos de universidades argentinas tiveram taxa de aprovação de 22,4%, a mais alta por país.

Comparativamente, a taxa de aprovação de médicos brasileiros formados na Bolívia foi de apenas 2%, baixando assim a média geral do Revalida. Os egressos de Cuba tiveram taxa de aprovação de somente 8,5%.

Confira os dados por país na tabela acima; clique para aumentá-la.

Universidade de Buenos Aires é a 2º melhor da América do Sul

O Academic Ranking of World Universities coloca a Universidade de Buenos Aires (UBA) como a 2º melhor da América do Sul (somente atrás da USP) e entre as 200 melhores do mundo no ano de 2012. Confira o ranking completo clicando aqui.

Prefeitos pedem a contratação de mais médicos



Prefeitos se reúnem em Brasília para pedir contratação de mais médicos, solicitando a simplificação da revalidação dos diplomas médicos obtidos no exterior. É um apoio de peso para aprovação dos projeitos de lei que pretendem facilitar a revalidação, tendo sido feito abaixo-assinado com as assinaturas dos prefeitos, a ser encaminhado à presidenta Dilma Rousseff.